Atendendo ao agravamento da situação epidemiológica em todo o mundo, o Governo português desaconselha os cidadãos portugueses a realizar viagens ao estrangeiro, excepto as estritamente essenciais.

Malta tem registado um número significativo de infecções e mortes por Covid-19. É obrigatório o uso de máscara em espaços públicos fechados ou ao ar livre, para todas as pessoas com mais de 3 anos. Os bares e discotecas encontram-se encerrados. São proibidos ajuntamentos com mais de 6 pessoas.

Quem viajar para Malta num vôo proveniente de um país da União Europeia / Espaço Schengen (excepção feita à Dinamarca, Finlândia, Noruega, Islândia e aos aeroportos da Madeira, Açores, Canárias, Sicília e Sardenha), Andorra, Canadá, Indonésia, Japão, Jordânia, Líbano, Mónaco, Marrocos, São Marino, Tailândia, Tunísia, Turquia, Uruguai e Vaticano deverá apresentar no momento do embarque um teste PCR (reação em cadeia da polimerase) negativo ao Covid-19, realizado nas 72h anteriores. Em alternativa, poderá fazer o teste com zaragatoa à chegada ao aeroporto internacional de Malta ou terá de cumprir uma quarentena.

Desde 22 de Dezembro de 2020, Malta proíbe a entrada de viajantes provenientes do Reino Unido, excepto se forem cidadãos malteses ou tiverem uma autorização de residência em Malta. Nestes casos excepcionais, os viajantes devem apresentar no momento do embarque um teste PCR (reação em cadeia da polimerase) negativo ao Covid-19, realizado nas 72h anteriores, e efectuar um novo teste à chegada a Malta. Independentemente do resultado do segundo teste, ficam sujeitos a quarentena obrigatória, bem como à realização de um novo teste PCR entre os dias 5 e 7 da quarentena.

Para mais informação, por favor consulte https://deputyprimeminister.gov.mt/en/health-promotion/covid-19/Pages/travel.aspx 

  • Partilhe